Quaternaglia

Quaternaglia

Quaternaglia Guitar Quartet (QGQ) tem sido aclamado como um dos mais importantes quartetos de violões da atualidade, tanto pelo alto nível de seu trabalho camerístico como por sua importante contribuição para a ampliação do repertório. Em 25 anos de atuação, o grupo – formado pelos violonistas Chrystian Dozza, Fabio Ramazzina, Thiago Abdalla e Sidney Molina – vem estabelecendo um cânone de obras originais e arranjos audaciosos, o que inclui a colaboração com compositores como Leo Brouwer, Almeida Prado, Egberto Gismonti, Sergio Molina, Javier Farías e Paulo Bellinati.

 

Sua atuação começou a despertar o interesse da crítica internacional no final dos anos 90 após a obtenção do “Ensemble Prize” no “Concurso Internacional de Violão de Havana” e da participação em importantes séries de violão e música de câmara nos Estados Unidos. Segundo o jornal Los Angeles Times, “uma aura de pureza penetrou o concerto do quarteto de violões Quaternaglia, que preencheu todos os requisitos com serenidade e inteligência em sua estreia na California”.
A discografia do Quaternaglia inclui os CDs Quaternaglia (1995), Antique (1996) – com o qual o grupo recebeu o “Prêmio Carlos Gomes”, Forrobodó (2000), Presença (2004), Estampas (2010), Jequibau (2012) – finalista do “Prêmio da Música Brasileira” –, e Xangô (2015), além do DVD Quaternaglia (2006), gravado ao vivo.
Lançado em 2019, o álbum Four – o primeiro produzido para a gravadora Guitarcoop – traz obras especialmente dedicadas ao quarteto por Leo Brouwer e Javier Farías, assim como arranjos ousados de Four for Tango, de Astor Piazzolla, e das “Danças Sinfônicas” de West side story, de Leonard Bernstein.
O quarteto já se apresentou em quinze estados norte-americanos, entre os quais Arizona, Califórnia, Illinois, Ohio, New York, Mississippi e Texas, em países como Portugal, Espanha, Austrália, Cuba, Uruguai e Argentina, e em dezessete estados brasileiros, além de ministrar Master Classes e palestras a convite de instituições como Universidade Yale, Jacobs School of Music (Universidade de Indiana em Bloomington) e Conservatório de Coimbra.
Além de ter gravado 25 obras originais entre as quase 50 dedicadas ao quarteto por compositores brasileiros, Quaternaglia é reconhecido pela excelência de suas interpretações de Villa-Lobos e Leo Brouwer, bem como por performances especiais de renascença e música espanhola.
Radicados em São Paulo (Brasil), os músicos do Quaternaglia utilizam três violões de seis cordas e um violão de sete cordas especialmente construídos pelo luthier brasileiro Sérgio Abreu.

“O novo álbum do Quaternaglia Xangô é um vencedor. É extremamente bem tocado, traz um repertório belo e sofisticado, e tem excelente qualidade de gravação. O grupo certamente faz parte da elite dos quartetos de violões […] Quaternaglia é um ensemble de ponta; eles são vitais tanto melodicamente como ritmicamente, tocam com virtuosismo e entusiasmo, cada um individualmente ostenta um som maravilhoso, e são capazes de sonoridades encantadoras. As performances têm uma sincronização excepcional, mas, ao mesmo, tempo soam espontâneas. Um disco da mais alta qualidade.” Soundboard, EUA


Programa

Programa

CHRYSTIAN DOZZA / FABIO RAMAZZINA / THIAGO ABDALLA / SIDNEY MOLINA

LEONARD BERNSTEIN (1918-1990)
Symphonic Dances from West Side Story (1961) arranjo: Thiago Tavares

Prologue (Allegro moderato)

Somewhere (Adagio)

Mambo (Meno presto)

Cha-cha (Andantino con grazia)

Meeting Scene (Meno mosso)

Cool Fugue (Allegretto)

Final (Adagio)

 

FEDERICO MORENO TORROBA (1891-1982)
Estampas (1976)

Bailando un fandango charro

Remanso

Fiesta en el pueblo


LEO BROUWER (1939)
Así era la dancita aquella! (Divertimento) (2018)*

EGBERTO GISMONTI (1947)
Um Anjo (1999) arranjo: Paulo Porto Alegre

CHRYSTIAN DOZZA (1983)
Sobre um tema de Gismonti (2012)*

PAULO BELLINATI (1950)
A Furiosa (Maxixe) (1997)*

* obras dedicadas ao Quaternaglia


Ingressos

Ingressos